terça-feira, 30 de setembro de 2014

* "Era uma vez dez leprosos"


Amiguinhos, antigamente, na época de Jesus,
 os leprosos tinham que morar afastados das outras pessoas. 
Nos dias de hoje ainda existem pessoas com esta doença,
e elas ficam internadas em hospitais preparados para tratar esse tipo de enfermidade,
 sabem por quê? 
A lepra é uma doença de pele, e pode passar de uma pessoa para a outra. 
Por isso as pessoas não gostavam de ficar perto dos leprosos. 
Hoje em dia há tratamento, mas naquele tempo não tinha não.
Aconteceu que o Senhor Jesus passou perto da cidadezinha onde os dez homens ficavam. 
Eles, ao verem Jesus, começaram a gritar e a pedir que Jesus tivesse misericórdia deles e os ajudasse.
Então, Jesus parou e falou para eles irem até os sacerdotes para serem examinados por eles.
 Os sacerdotes eram os pastores naquela época. 
Com aquelas palavras, Jesus estava determinando a cura dos leprosos, 
pois havia um costume naquele tempo de que o leproso, quando ficasse curado, 
fosse até o sacerdote (pastor) para ser examinado por ele, 
e se ficasse comprovada a sua cura,
 o leproso deveria dar uma oferta para Deus.
Os leprosos obedeceram à ordem de Jesus e foram procurar o sacerdote, 
porém, enquanto andavam, algo aconteceu.
 Sabem o que foi? A pele deles ficou limpinha,
 e não havia mais nenhuma lepra. 
Que grande bênção!
 Os leprosos devem ter ficado cheios de alegria, não é verdade?
 Os homens continuaram andando, mas apenas um deles,
 um homem samaritano, resolveu voltar e agradecer a Jesus.
 Os samaritanos eram um povo que não se dava bem com os judeus. 
Mas naquele momento, o samaritano mostrou que tinha uma grande fé e gratidão.
Ao chegar perto de Jesus, o leproso se ajoelhou e agradeceu pela cura divina. 
Jesus perguntou para aquele homem onde estavam os outros nove homens, 
mas ele não soube o que responder para Jesus.










de
http://blogdaebi.blogspot.com.br


* "Anime" com Smilinguido

"A Beijoqueira"




* "Tomé, onde anda a tua fé?"



           Todo mundo já deve ter brincado de Detetive; uma brincadeira cujos personagens são: o assassino, o detetive e as vítimas.
          Na brincadeira Tomé onde está a tua fé? teremos novos personagens: Jesus, Tomé e os apóstolos.
Esta é uma brincadeira para ilustrar a mensagem de fé transmitida na passagem bíblica de Tomé.

  Material:
  Tiras de papel e caneta. 
 Escreva sobre um papel "Jesus", sobre outro "Tomé" e tantos "Apóstolos" quantos necessários para completar o número de crianças. 
  Dobre os papeis e sorteie.

         As crianças se colocam num círculo e Jesus deve discretamente piscar com um olho para qualquer das crianças, enquanto Tomé tenta descobrir qual criança é Jesus.
Jesus é sinal de vida nova, quando ele piscar, se a criança for um apóstolo deverá dizer: 
           - Jesus está presente e vivo no meio de nós!
      Tomé não acredita que Jesus esteve presente no meio dos apóstolos porque não o vê, procura descobrir onde está Jesus. Quando Tomé descobrir, ou pensar que descobriu, este indicará a pessoa dizendo:
            - Mestre, é você mesmo?
        Caso a criança que Tomé indicou seja um dos apóstolos, estão, quem estiver representando Jesus, manifesta-se dizendo:
           - Tomé, onde está a sua fé???
           A brincadeira termina quando Tomé descobrir Jesus.

de
http://invjokids.blogspot.com.br


* "O Dilúvio - A Arca de Noé"



* Quadrinho do Smilinguido -"UFA!"





* "Neemias, o copeiro do rei que virou construtor"




































* "Dê a seu filho perspectiva sobre eternidade!"


          O que é necessário fazer para que seu filho veja em você um exemplo de vida? Afinal, é responsabilidade dos pais transmitirem essa dimensão importante da vida. A responsabilidade está em você!Seu filho não vai se agarrar em algo que você não tenha. Na verdade, se o seu exemplo de vida foi fraco, ele pode imunizar o seu filho contra descobertas pessoais que seriam importantes durante a jornada.Os pais que conseguem dar um bom exemplo de vida a seus filhos, o qual esteja além das necessidades e vontades imediatas da criança geralmente são ativos em outras áreas importantes. Que tal fazermos um levantamento pessoa?l 1- A minha própria vida é um bom exemplo a ser seguido? Em questões de caráter, sou um exemplo? (questões de caráter: pontualidade, diligência, perseverança, verdade, integridade, humildade, imparcialidade, justiça...) I Co. 11:1; Tito 2:7-82- O modo como disciplino meu filho cria nele um respeito equilibrado pela autoridade que o ajudará a submeter-se voluntariamente a uma autoridade maior? (você encontra neste blog em Artigos uma clara exposição sobre Disciplina) Hebreus 12:113- Dedico tempo para conversar com o meu filho sobre os problemas dele, as características positivas de personalidade que ele está adquirindo os acontecimentos do mundo que o preocupam ou perguntas sobre a vida?4- Tenho naturalmente entusiasmo na leitura da Bíblia, na oração e no serviço ao Senhor? Ou na verdade é só apenas um habito adquirido ou escolhido? I Co. 9:27

                     Algumas sugestões práticas:

                Estudos psicológicos indicam que aproximadamente 85% do caráter do seu filho é formado até o 6 anos de idade. Portanto a sua maior oportunidade de ter sucesso é dar a ele os 4 “As” (aceitação, afeição, aprovação e auto-realização) já no inicio de sua vida que são os primeiros e crucias anos da vida. Com relação aos 15% restante, você pode fazer o seguinte:

1- Faça um diário sobre o seu filho. Fiquem atentos às necessidades especificas dele. Demonstre que se preocupa com ele. Fale com ele sobre preocupações futuras como vocação profissional, casamento e filhos.

2- Programe-se para ter tempo individual com cada e filho e seu cônjuge. Invista no tempo de qualidade tanto individualmente como com toda a família.

3- Crie em sua casa um clima propício para risada, aventura, surpresas, preocupação mútua, boa música e livros e bons amigos. Propicie um ambiente agradável para se viver. Uma boa maneira para descobrir se o ambiente de sua casa é saudável é ver se os filhos de amigos e vizinhos costumam se reunir aí!

4- Envolva sua família em reuniões para compartilhar a palavra e orar por necessidades familiares, de outras pessoas e pessoas ate que eles não conhecem, como missionários e povos que ainda não conhecem a Jesus. Estimule-o a contribuir para suprir as necessidades de outras pessoas. Prov. 22:6; Deut. 6:7

5- Incentive seu filho a participar das atividades na igreja e caso ele tenha atividades bíblicas para fazer em casa ofereça sua ajuda!

6- Leve a sério o questionamento de seu filho sobre assuntos espirituais. Não dê risada se ele quiser saber se os mosquitos vão para o céu. Aproveite a oportunidade para falar com ele sobre fé. Esta é uma ótima oportunidade para vocês estudarem a Bíblia juntos.

7- Aproveite datas especiais, como Páscoa, Natal e Aniversário para compartilhar do amor de Deus e agradecê-lO.

8- Estude com seus filhos sobre as necessidades do mundo. Utilize cartazes e mapas para mostrar visualmente.

           Na adolescência, seu filho precisa começar a pensar e agir independentemente de você. Ele irá começar a questionar coisas que anteriormente aceitava sem problemas. Oriente-o para ler livros que possam dar boas respostas para as suas perguntas e que conversem com pessoas que tenham bom canal de comunicação com os jovens. Esteja aberto sempre para boas conversas e, mais do que nunca, pratique o que você prega.

Trecho tirado do livro:
 40 Princípios na Formação da Criança e adaptado por Tamara Lima-
 http: investindonascriancas.blogspot.com 


* "O Bom Samaritano"










* "O Primeiro Milagre"