quarta-feira, 26 de junho de 2013

* "Os Reis Magos para montar"






















* "O Porquinho Dizimista"


Em uma floresta moravam três porquinhos Bola, Bolinha e             
Bolão com sua mãe Dona Porca Maricota.
Ela ensina os porquinhos a serem obedientes, 

agradarem a Deus e dar o dízimo, que é             
10% de todo dinheirinho que os porquinhos recebem, 
pois a cada mês ganhavam uma 
mesada.
Bola gostava muito de bala 
e sempre que ganhavam
 um dinheirinho, comprava tudo de bala. 
Ele nem sequer se lembrava de entregar 
o Dízimo. Quando ganhava o dinheiro
 já ia logo gastar no 
Quiosque no Sr. Porquinoco.


Bolinha às vezes entregava o dízimo, 
mas geralmente se lembrava de dar o 
dízimo depois que o dinheiro já tinha acabado. 
Aí ele pensava: Esqueci de novo de 
entregar o Dízimo!... Mês que vem eu separo e entrego. 
Assim tinha mês que ele
entregava o Dízimo, outros não....




Bolão era o único porquinho fiel. Sempre que recebia
algum dinheiro, antes
de comprar qualquer coisa perguntava para sua mãe quanto
 tinha que separar para
o dízimo. Ele queria ser um porquinho obediente
à Palavra de Deus e amava honrar
ao Senhor com tudo o que chegava em suas mãos!


 Um dia os esses 3 porquinhos conversaram com sua mãe
 e disseram que queriam
 ter sua própria casa, a mãe permitiu desde que fosse
construída perto da casa dela.
Então, Bola construiu uma casa de palha, pois achou
mais fácil e acabou mais rápido.
Ficou o resto do tempo brincando e comprando balas.

Bolinha resolveu fazer uma casa de madeira,
porque também não queria ter muito trabalho.


Bolão demorou um pouco mais para construir sua casa,
pois como era fiel no
dízimo Deus dava a ele muita sabedoria, então resolveu
fazer a casa de tijolos.


Num belo dia o lobo Devorador estava andando
pela floresta quando avistou
a casa dos porquinhos, ele pensou:
Hum... que delícia hoje vou ter uma saborosa
refeição!
Então parou em frente à casa de Bola e começou a soprar...
Não precisou soprar muito
e a casa desabou.


Bola ficou muito assustado, saiu correndo para a casa
de Bolinha e o lobo Devorador
atrás. Ele soprou, soprou, soprou e Tibum a casa caiu
no chão.


Os dois então saíram correndo para a casa
de Bolão e o lobo Devorador atrás.
Furioso ele soprou, soprou, soprou...soprou,
soprou com muita raiva e já sem fôlego foi
embora.


O lobo Devorador não conseguiu derrubar
a casa de Bolão, sabem por quê?
Por que Bolão era fiel no dízimo e Deus promete
repreender o devorador.
Ás vezes você ganha uma roupa nova e logo rasga,
seus brinquedos estragam com
facilidade ou você sempre perde seu
dinheirinho, isso é o devorador.
Por isso que temos que ser fiéis e devolver os 10%
que é de Deus.
 Sempre que você
ganhar seu dinheiro,  não importa se é muito
 ou pouquinho, pergunte para a mamãe
 ou o papai quanto é o seu dízimo, coloque
 no seu envelope, escreva seu nome e
traga na escolinha.

Historia de Eliane Bispo










de
http://www.tiasdaescolinha.blogspot.com.br





sábado, 22 de junho de 2013

* Fato...

          

  "Se você cede a ideia de que suas crianças não precisam de conversão
 e de que as crianças nascidas em lares de pais evangélicos são,
de alguma forma,
superiores às outras,
 tendo dentro de si o bem
 e precisando apenas se desenvolver,
 estará cometendo um erro gravíssimo.
Suas crianças precisam que o Espírito de Deus lhes dê um novo coração
 e um espírito reto,
ou então se desviarão,
 assim como as outras crianças."
                                    
                                        Spurgeon



* "O que é a Oferta?"


A Oferta é como se fosse um Presente que eu ofereço para ajudar na Obra de Deus.
 Ela deve sempre ser o melhor que temos.
“Cada um contribua segundo propôs no seu coração; 
não com tristeza,
ou por necessidade;
porque Deus ama ao que dá com alegria.”
2ª Coríntios 9.7
 


                

  

* "O que se deseja do Professor""

                                           
"O que Jesus deseja do Professor"

                                       
        Que ele possua uma mensagem bíblica de acordo com as necessidades de seus pequeninos ouvintes.
           Que ele tenha comunhão com o Espírito Santo para dar orientações necessárias em momentos difíceis.
           Que ele se aperfeiçoe em conhecer a Bíblia.
           Que ele possua as capacidades pessoais e espirituais para dar o exercício do Ministério Infantil.
           Que ele possua a capacidade de estabelecer boas relações humanas na igreja, família e comunidade.
           Que ele tenha um caráter cristão.
           Que ele conheça a ética cristã e ministerial e aplique-as quando necessário.


 "O que a criança deseja do professor"

                                                                             
           Que ele a estime.
           Que ele a considere.
           Que ele a compreenda.
           Que ele a conheça.
           Que ele a ajude a aprender sobre a Bíblia através de experiências espirituais.
           Que ele desenvolva o seu senso de responsabilidade para com as coisas de Deus.
           Que ele conheça as suas necessidades básicas:
             - respeito próprio (auto-estima)
             -trabalhar e criar (realizar-se)
             -obter êxito no grupo (aprovação social)
             Pertencer a um grupo, ser aceito.      

                                                 
   "O que os pais desejam do professor"

                                                                            
          Que ele leve a criança a aprender.
           Que ele leve a criança a crescer espiritualmente.
           Que ele cultive valores cristãos estabelecidos pela igreja.
           Que ele desenvolva na criança o gosto pela Palavra de Deus.
                                                                                                
     

* "O que é o Dízimo?"


O Dízimo é a Décima Parte de tudo o que Deus me dá e eu o devolvo, sendo assim fiel ao Senhor.
“Trazei todos os dízimos à Casa do Tesouro,
 para que haja mantimento na minha casa,
 e depois fazei prova de mim,
 diz o Senhor dos Exércitos,
 se eu não vos abrir as janelas do céu
e não derramar sobre vós uma bênção tal, 
que dela vos advenha maior abastança.”
Malaquias 3.10








* "O Objetivo do Ensino"

                                                
                                        
          Só é certo que vai viajar. Para onde? Não faz ideia, embora haja centenas de lugares tentadores esperando sua visita. Como vai chegar? Também não planejou. Pode seguir de ônibus, trem, avião ou navio. Não está pensando nisso. O que levar também não o preocupa. Na última hora pega o que houver no guarda roupa. Isso quer dizer que tanto pode encher a mala de camisas, como levar apenas calças. Dinheiro? Ele não gasta tempo pensando nisso. Viaja com o que tiver no bolso. Também não planejou hotéis, o tempo de viagem, horários, etc.
                   Essa história é uma parábola e ilustra a forma como certos professores de Escola Bíblica dão aula: completamente sem planejamento e sem objetivo. Além de pecar contra o aluno, um professor assim peca contra Deus.
                   Na Sua Palavra lemos: "Se ministério,
                        dediquemo-nos ao ministério;
                        ou o que ensina,
                        esmere-se ao fazê-lo."
                               Romanos 12:7

                   Dedicação e esmero são, portanto, duas virtudes de um bom professor de crianças. Afinal ele lida com pessoas em formação, cujas vidas devem ser moldadas agora e para a eternidade.