terça-feira, 15 de agosto de 2017

* "12 VERDADES QUE PRECISAMOS SABER SOBRE A ORAÇÃO" - Parte 2

Resultado de imagem para oração

Por Markus DaSilva, Th.D.
          Começamos bem esta série. Falei sobre a primeira verdade, que é o fato de que mesmo quando temos a impressão de que Deus ainda não ouviu a nossa oração, Ele na realidade já ouviu e já começou a atuar ao nosso favor (Isaías 65:24). Como exemplo, mencionei a oração de Daniel no cativeiro babilônico, quando o anjo Gabriel disse que assim que a oração de Daniel iniciou Deus o enviou com a resposta, mas que demorou três semanas para ele chegar até Daniel devido a um imprevisto (Daniel 10:12-13). Falaremos sobre esse imprevisto nesta série, mas não hoje.
          VERDADE NÚMERO 2
          Existe Um Processo em Andamento. 


          Deus é bom e perfeito. Não só bom e perfeito em si mesmo, mas também em tudo aquilo que criou. Quando analisado tão somente por aquilo que se vê, podemos deduzir que não existe muita bondade e perfeição ao nosso redor, obviamente, mas o fato é que mesmo em um mundo imerso em pecado, a bondade e a perfeição divina se faz presente nesta terra. Acredite nisto: ai dos seres humanos se a mão protetora de Deus não estivesse sobre nós (Salmo 145:9; Mateus 5:45).
.
"Cada incidente ou acidente que ocorre nos rápidos anos que passamos aqui na terra se enquadra no processo divino."
.
          Existe um processo preestabelecido por Deus no qual tudo aquilo que existe está sujeito, tanto as coisas físicas quanto as espirituais. O universo não funciona em um vácuo (linguagem figurativa), onde tudo pode acontecer a qualquer momento, sem uma ordem ou porquê. Podemos ter a impressão de que aquilo que no momento nos preocupa veio do nada e que não existe um propósito, uma razão de ser, mas a realidade é que cada incidente ou acidente que ocorre nos rápidos anos que passamos aqui na terra se enquadra no processo divino, sujeito às regras, padrões e leis prefixadas e normalmente imutáveis. Bilhões de eventos ocorrem a cada segundo, todos eles sujeitos ao mesmo processo.
          Um bom exemplo do que estou falando é a forma que Deus estabeleceu para curar as nossas doenças. Agora mesmo, acabei de tomar dois comprimidos para uma pequena dor de cabeça que sinto. Se passaram uns 15 minutos e começo a sentir a dor desaparecendo. Como já mencionei em um outro texto, alguns anos atrás sofri de duas enfermidades sérias, um aneurisma e um TVP. Diferentemente da dor de cabeça, naqueles casos, tylenol, obviamente, não resolveria e foi necessário hospitais e cirurgias, mas em ambos os eventos, a dor de cabeça e o aneurisma, me beneficiei do mesmo processo divino, preestabelecido para a continuidade da vida neste mundo. Remédios, médicos, terapias, hospitais… tudo isso vem de Deus e faz parte deste processo divino o qual me refiro. Este exemplo mencionado se refere às enfermidades, mas o mesmo se aplica aos sistemas governamentais, sociais, educacionais… etc. Em outras palavras, o mundo só funciona porque Deus não permite que ele se desvincule do seu processo (Salmo 47:7-9).
          O que tem tudo isto a ver com oração? Muito. Quando oramos, Deus normalmente nos responde utilizando meios que se enquadram dentro deste processo. Quando Deus atendeu a oração de Ezequias e estendeu a sua vida por 15 anos, Isaías (o profeta de Deus) receitou ao rei Ezequias um remédio que envolvia o uso de figos (Isaías 38:21). No novo testamento, temos o nosso irmão Paulo receitando a Timóteo adicionar vinho na sua água para um problema de estômago (1 Timóteo 5:23). Utilizei a palavra “normalmente” acima porque Deus pode (e frequentemente o faz) interferir na ordem natural das coisas para o bem dos seus escolhidos. Quando isso ocorre, dizemos que a resposta à oração foi sobrenatural, ou miraculosa. Praticamente todas as curas de Jesus foram fora do processo natural, processo esse, devo lembrar, criado por ele mesmo (João 1:3).
          Queridos, não tenho a intenção de escrever tanto para cada uma das 12 verdades, mas esta precisava de mais explicações. Deus sempre atende as orações dos seus filhos que tanto ama. Não devemos, no entanto, criar na nossa cabeça uma ideia de que Deus deve usar esse ou aquele método para cumprir a sua promessa de que Ele nos ouvirá. Certamente gostaríamos que todos os nossos pedidos fossem atendidos miraculosamente, mas o Senhor sabe de coisas que não sabemos (Isaías 40:13-14). Se já existe uma solução para os seus problemas dentro do processo natural divino, ele lhes mostrará, vocês aceitarão, serão abençoados, e lhe dará a glória pelas bênçãos recebidas. Se a solução, no entanto, exigir algo contrário às leis naturais, ele não terá a menor dificuldade em lhes responder as orações de uma forma miraculosa. O nosso amado Jesus ainda sabe andar sobre as águas. Se Deus permitir, continuaremos na próxima semana. Espero te ver no céu.
  1.  Deus já está respondendo.
  2.  Existe um processo em andamento. (Este Texto)
  3.  Esperar não é o mesmo que “não fazer nada”.
  4.  Quando ignoramos a resposta.
  5.  Um coração agradecido.
  6.  Um coração humilde.
  7.  Fé vem pelo ouvir.
  8.  As ferramentas.
  9.  Orando contra principados e potestades.
  10.  O poder da persistência.
  11.  A intimidade.
  12.  O grande plano.
de http://br.markusdasilva.org


* "12 VERDADES QUE PRECISAMOS SABER SOBRE A ORAÇÃO" - PARTE 1

Resultado de imagem para oração


Por Markus DaSilva, Th.D.
          De Gênesis a Apocalipse, a Bíblia é uma grande caixa de promessas. São centenas de versos no qual Deus promete que cuidará de nós em todas as áreas da nossa vida na qual precisamos da sua intervenção. Seja na área de saúde física ou emocional; finanças ou relacionamentos, o Senhor não estipulou nenhum limite ou exceção quanto aos tipos de problemas que podemos contar com Ele para que Ele se envolva e solucione. São muitos os exemplos nas escrituras em que Deus atuou a favor do seu povo quando houve uma necessidade e procuraram por ele. Deus nunca os decepcionou e nunca nos decepcionará, desde que o procuremos com humildade, com fé, e em obediência. Se estes três requisitos forem observados, nenhuma petição será ignorada. Aliás, se vivermos continuamente em um espírito de fé, de humildade, e em obediência, serão poucas as vezes que precisaremos pedir a intervenção de Deus porque quem vive assim está naturalmente dentro da sua contínua proteção (2 Tessalonicenses 3:3; Salmo 5:11; Salmo 23).
          Tudo o que foi dito acima é a verdade, revelada e confirmada não só nos inúmeros relatos bíblicos, mas também na vida de milhares de servos de Deus na história do cristianismo, passado e presente. Deus nunca decepciona aqueles que nele confiam. Essa é de fato a verdade…, mas às vezes não nos parece ser, como expressou muito bem o rei Davi:
 “Até quando te esquecerás de mim,
 Senhor? 
Para sempre? 
Até quando esconderás de mim o teu rosto?”
Salmo 13:1-2

          Nesta pequena série, explicaremos, com a ajuda do Espírito Santo, o que fazer quando temos a impressão de que oramos em vão. Vamos explorar 12 verdades claramente demonstradas na Palavra de Deus que nos dará um melhor entendimento sobre a oração. O objetivo é que com este aprendizado todos nós nos tornemos poderosos guerreiros de oração; prontos para enfrentar de joelho todas as batalhas, naturais e sobrenaturais, que frequentemente vêm na nossa direção.
.
“Frequentemente quando oramos e não vemos um sinal de que estamos sendo ouvidos, temos a impressão errada de que algo não deu certo com a nossa oração.”
.
          VERDADE NÚMERO 1          Deus está respondendo, mas você não consegue enxergar. 

          Começarei com esta verdade porque este é o maior dos motivos que ficamos desanimados com as nossas orações. Quando o profeta Daniel teve uma visão que muito o perturbou ele começou a orar pedindo a Deus por entendimento. Ele sabia, certamente, que tudo o que ele viu na visão tinha a ver com aquilo que mais lhe preocupava, que era a situação dele e do seu povo vivendo como escravos em terras estrangeiras, mas não sabia exatamente o que. Orava e jejuava continuamente, mas não via uma resposta. Três semanas depois, chegou até a ele o anjo Gabriel com estas incríveis palavras:

 “Não temas, 
Daniel, 
porque, 
desde o primeiro dia,
 em que aplicaste o teu coração
 a compreender 
e a humilhar-te perante o teu Deus, 
são ouvidas as tuas orações;
 e eu vim por causa das tuas orações”
Daniel 10:12

          Frequentemente quando oramos e não vemos um sinal de que estamos sendo ouvidos, temos a impressão errada de que algo não deu certo com a nossa oração. Começamos então a maquinar na nossa cabeça os motivos: me faltou fé? Orei pouco? Não pedi da forma correta? Não jejuei? Todas essas coisas podem ser verdades, mas comece a considerar a possibilidade de que a sua oração começou a ser atendida assim que você mencionou a primeira palavra. Na realidade a aceitação de que Deus ouviu e já está atuando na resposta é algo comum na vida dos grandes homens de fé.
          Quando você for orar novamente pelo mesmo problema, não fale com o Senhor como se fosse a primeira vez, mas pergunte a Ele como está o andamento. Diga simplesmente: “Senhor, gostaria de saber sobre o problema que mencionei hoje de manhã, me refiro ao… etc.”. Você verá como esse tipo de atitude apressará as coisas e aumentará a sua fé.
          Queridos, estou muito animado com esta série. Já antecipo pela fé que será de grande ajuda para todos nós. Algumas destas 12 verdades que mencionarei são fáceis de entender e aceitar, enquanto outras requerem mais atenção e perseverança, mas sei que no final seremos beneficiados. Abaixo, segue o plano de estudo que até aqui o Senhor tem me mostrado. Espero te ver no céu.
  1.  Deus já está respondendo (Mencionado neste texto).
  2.  Existe um processo em andamento.
  3.  Esperar não é o mesmo que “não fazer nada”.
  4.  Quando ignoramos a resposta.
  5.  Um coração agradecido.
  6.  Um coração humilde.
  7.  Fé vem pelo ouvir.
  8.  As ferramentas.
  9.  Orando contra principados e potestades.
  10.  O poder da persistência.
  11.  A intimidade.
  12.  O grande plano.
de http://br.markusdasilva.org


* "O APÓSTOLO ANDRÉ"



“André,
 irmão de Simão Pedro, 
era um dos dois que ouviram João falar,
 e que seguiram a Jesus.” 
João 1:40

          Seu nome deriva do grego AndreaV, Andreas, e, em última análise, de anhr,anér, ou “homem, varão, varonil, vencedor”. Originalmente discípulo de João Batista (João 1:35), através do testemunho deste a respeito de Jesus, em que afirmava ser Ele o “Cordeiro de Deus” (João 1:36), foi conduzido ao Mestre, que passou a seguir.
          André não se demora a levar as pessoas a Cristo, e a primeira coisa que fez após passar o dia com Jesus, foi informar a seu irmão Pedro sobre este encontro, dizendo: “Achamos o Messias”. André convence a seu irmão do aspecto messiânico de Jesus. Simão Pedro tem então um encontro com Cristo.
          Natural de Betsaida (gr. Bhqsaida, Bethsaidá, do heb. Casa de Pesca; João 1:44), cidade à beira do Tiberíades, era conterrâneo de Filipe (João 1:44), filho de João (João 1:42) e tinha por ofício a pesca. Parece ter sido o primeiro apóstolo a ser chamado por Jesus.
          Fora vocacionado juntamente com seu irmão, quando, às margens do mar da Galileia, “…lançavam redes ao mar, pois eram pescadores” (Marcos 1:16). Assim Jesus os convida a serem pescadores de homens.
          Comissionou-o posteriormente ao apostolado (Mateus 10:2). Outro incidente que faz seu nome ser relatado é o da multiplicação dos pães (João 6:1-15). Ali André leva mais um a Cristo. Desta vez um rapaz, que com seus cinco pães de cevada pequenos e dois peixinhos, parecia ser uma esperança para André. Felipe se esbarrou em sua intransponibilidade pragmática e frieza calculista, não podendo oferecer mais do que um empecilho à fé indispensável para a operação daquela maravilha.
          André apresenta o que tinha à mão, embora não visse a resolução do impasse. Mas, ao levar aquilo que tinha, proporcionou ao Mestre uma das maravilhosas demonstrações de seu poder e amor. André reconhece o valor de um menino que dá o seu pequeno lanche ao Senhor e sabe que se levá-lo ao Mestre, algo acontecerá. E foi conforme sua fé.


“Que será pra tanta gente
um menino, peixe e pão?!”
Para André, suficiente:
viu em Cristo a solução.
Guilherme Kerr Neto


          Ainda o veremos resolvendo mais um impasse. Uns gregos, que vieram adorar no dia da festa, desejavam ver o Mestre e aproximaram de Filipe. O prático apóstolo Filipe, não sabendo como conduzir a situação, leva-os a André, que generosamente os leva ao encontro de Jesus. André mais uma vez leva almas ao encontro de Jesus Cristo. Primeiro, seu próprio irmão, depois o menino, agora são os gentios, levados com amor pelo “pescador de homens”.
          Segundo tradições conservadas por Eusébio e o apócrifo “Atos de André”, teria ele pregado em Bitínia, na Cízia, na Macedônia, e na Acaia, onde talvez tenha sido crucificado em Patrasso, por ordem do procônsul Eges, na cruz decussata, em forma de “X”, posteriormente chamada de cruz de Santo André.
          A última vez que vemos registrado o nome deste apóstolo na Bíblia (Atos 1:13) o encontramos perseverando “…em oração e súplicas…”, junto com os outros apóstolos e irmãos, no interior do cenáculo, aguardando o Pentecostes, onde seria cheio do Espírito para continuar a levar mais e mais almas ao encontro de Jesus.

de Universidade da Bíblia ®


segunda-feira, 14 de agosto de 2017

* #criandofilhosparaocéu

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas

         Como seria bom se todos os pais fossem admirados e vistos como heróis. Creio que a grande maioria dos pais quer nutrir a admiração de seus filhos por eles. No entanto, para ser visto como um herói, o pai precisa da ajuda, sabedoria e direção do Pai celestial. .
          Deus é Mestre em transformar homens pecadores e comuns em grandes heróis para suas famílias. Os pais que obedecem e depositam sua fé e esperança no Senhor alcançarão o coração e a admiração de seus filhos.
          Os homens que refletem o caráter de Cristo, sempre serão vistos como heróis, pois lutam em oração todos os dias, são exemplos a serem seguidos, dedicam-se com esmero para verem suas famílias felizes e no centro da vontade de Deus. 

 
 

* "Especial Dia dos Pais"

"Amei!!! Deus é lindo e esse Ministério é demais!!!" 
de Ministério Infantil Cascavel


Maternal e Jardim


          As crianças irão confeccionar um cartão para presentear os seus pais.

          Materiais: Cartolina, cola, tesoura, cola glitter e muita criatividade!





Primários e Juniores




Recurso Visual

          O recurso visual dessa semana será alguns slides.







Atividade Lúdica

          As crianças irão confeccionar um cartão para presentear os seus pais.
          Materiais: Cartolina, cola, tesoura, cola glitter e muita criatividade!





sábado, 12 de agosto de 2017

* "A ORAÇÃO DO PAI NOSSO AS CRIANÇAS"

          Uma sugestão Clássica para Trabalhar o Poder da Oração.
          Serve para Todas as Faixa etárias e pode ser usado como Recurso       

Visual e como Atividade de muitas maneiras:
1. Cartazes: Imprima e em tamanho A3 ou Cartolina e deixe exposto na sala .
Um dia deixe em ordem, em outro distribua na sala em desordem e peça que aos alunos que organize as frases de acordo com o aprendido.
2. Quebra Cabeça: Sugestão Imprima em tamanho menor, coloque em saquinho distribua um saquinho a cada aluno e peça que coloquem em ordem o quanto antes.
3. Complete: Uma atividade bem legal para os que escrevem... Imprima mas retire a parte escrita, peça que completem as frases correspondente a parte da oração. A Parte escrita é a prova, portanto deixe próxima para que possa ser conferida.

          Estas são algumas, mas há muitas outras opções para que toda criança tenha em si bem gravado a Palavra de Deus. 

FONTE: EBI












de http://cantinhodashistoriasbiblicas.blogspot.com.br 


* "A ORAÇÃO"

         














 FONTE O PORTALZINHO
de http://cantinhodashistoriasbiblicas.blogspot.com.br


quinta-feira, 10 de agosto de 2017

* "Pra Você!!!"


          Ao contrário do que você possa pensar, a Graça não é um benefício ou passaporte para você pecar, ou viver uma vida de pecado. Pelo contrário, a Graça é o direito ou a condição para você se santificar, e ter uma vida de vitória. Ore para Deus trazer a revelação de que o pecado já foi vencido. Você peca somente porque você quer.

"Porque o pecado não terá domínio sobre vós,
pois não estais debaixo da lei, 
e sim da graça."
Romanos 6: 14

        de Stagran


* "João 13: 15"