terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

* "Jesus cura um cego de nascença"

João 9

Jesus ia caminhando quando viu um homem que tinha nascido cego. Os seus discípulos perguntaram: —Mestre, por que este homem nasceu cego? Foi por causa dos pecados dele ou por causa dos pecados dos pais dele?


Jesus respondeu: —Ele é cego, sim, mas não por causa dos pecados dele nem por causa dos pecados dos pais dele. É cego para que o poder de Deus se mostre nele. 4Precisamos trabalhar enquanto é dia, para fazer as obras daquele que me enviou. Pois está chegando a noite, quando ninguém pode trabalhar. Enquanto estou no mundo, eu sou a luz do mundo.


Depois de dizer isso, Jesus cuspiu no chão, fez um pouco de lama com a saliva, passou a lama nos olhos do cego e disse: —Vá lavar o rosto no tanque de Siloé. ( Este nome quer dizer “Aquele que Foi Enviado”. )


O cego foi, lavou o rosto e voltou vendo. Os seus vizinhos e as pessoas que costumavam vê-lo pedindo esmola perguntavam: —Não é este o homem que ficava sentado pedindo esmola? —É! —diziam alguns. —Não, não é. Mas é parecido com ele! —afirmavam outros. Porém ele dizia: —Sou eu mesmo. 10 —Como é que agora você pode ver? —perguntaram.


11 Ele respondeu: —O homem chamado Jesus fez um pouco de lama, passou a lama nos meus olhos e disse: “Vá ao tanque de Siloé e lave o rosto. ” Então eu fui, lavei o rosto e fiquei vendo. 12 —Onde está esse homem? —perguntaram. —Não sei! —respondeu ele.

Comentário p/ professor:
Mais uma vez Cristo se defronta com um enfermo. E é questionando pelos discípulos sobre quem pecou de sua família, para que nascesse assim. Os discípulos transparecem seu julgamento, e sua falta de amor e misericórdia. Jesus desfaz toda aquela concepção. Cristo chama a atenção do dever de se fazer o bem, independentemente de quem e de qual situação for. 'Enquanto há tempo!' Denota que haverá algum momento onde não se poderá fazer o bem, ou não será possível realizar alguma boa obra. O homem se encheu de fé e obediência, e por isso foi curado. O uso do barro denota, a capacidade de Deus em construir, moldar, realizar ou fazer um milagre  a partir de alguma coisa. Muitos davam falso testemunho da cura, querendo denegrir a obra de Cristo. Mas o testemunho da família, dos amigos e dele mesmo era maior. Ele glorificou a Cristo, Ele é 'Profeta!', vemos aqui a demonstração e o reconhecimento de Cristo como filho de Deus e o profeta que haveria de vir. Temos agora um novo homem. Regenerado.

Anexo


Um comentário: