sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

* "Quatro Inimigos de Cristãos Adolescentes e Jovens"



          Nos cremos que adolescentes e jovens podem viver em santidade e cumprir a missão bíblica de todo crente. Como luz do mundo eles devem ser líderes, guiando outros através da evangelização. Por isso estamos edificando uma nova geração de líderes para a Igreja Brasileira. 
          Queremos que os crentes mais jovens estejam preparados para continuar a obra missionária, mas, para isso enfrentamos quatro terríveis inimigos que estão afastando os adolescentes e jovens do plano de Deus para eles: a infantilização, a a ignorância, o mundanismo e a inibição.


          Como luz do mundo, adolescentes e jovens devem ser líderes, guiando outros através da evangelização. Infelizmente muitos não acreditam nisso, eles foram convencidos de que não podem ser líderes e agem como crianças, limitando-se a brincar de serem crentes. 
          A infantilização é um dos quatro inimigos da santidade e missão dos crentes mais jovens e os impede de cumprir a vontade de Deus e assumir sua posição no Reino. Jeremias era vítima desse inimigo quando Deus o chamou, mas o Senhor lhe disse que não usasse sua pouca idade como desculpa para não fazer a vontade de Deus: “A todos a quem eu o enviar você irá e dirá tudo o que eu lhe ordenar.” Jeremias 1:7.


          A igreja precisa dos dons e talentos de adolescentes e jovens para impulsionar a evangelização do mundo todo. Infelizmente há quatro poderosos inimigos impedindo que eles cumpram a vontade de Deus. Um desses inimigos é a ignorância. 
          Muitos dos crentes mais jovens, seus pais e até os líderes adultos ignoram o potencial que eles têm e como Deus lhes deu dons específicos dos quais a Igreja precisa e que só existem nessa idade. Maria, que teria ao redor de quinze anos quando foi chamada para ser a mãe de Jesus, desconhecia como Deus poderia usar sua vida em um plano tão grandioso. Mas ela perguntou e ouviu a resposta de Deus. Sabendo que para Deus nada é impossível, a adolescente Maria disse: “Sou serva do Senhor; que aconteça comigo conforme a tua palavra” Lucas 1:38.


          Outro grande inimigo que luta para impedir que adolescentes e jovens cristãos se santifiquem e cumpram a missão bíblica de todo crente é o mundanismo. Eles ficam encantados com esse mundo, com a moda, a tecnologia, a sensualidade, as amizades e se recusam a assumir as responsabilidades e receber o poder que Deus quer lhes dar para cumprirem o ministério. 
          Esse inimigo também tentou impedir que o adolescente Daniel assumisse sua posição. Ele apresentou a vida mundana na corte real até como uma necessidade, e acenou com grandes possibilidades, mas Daniel decidiu não se contaminar. Por isso Deus o colocou em uma posição de liderança: “O rei conversou com eles, e não encontrou ninguém comparável a Daniel... de modo que eles passaram a servir o rei.” Daniel 1:19.



          Em nossa luta para edificar uma nova geração de líderes para a Igreja Brasileira, encontramos muitos adolescentes e jovens que poderiam ser luz do mundo e influenciar muitos outros pela evangelização, mas são inibidos, tolhidos, impedidos de usarem o potencial que Deus lhes deu.
          Às vezes a inibição vem na pressão para fazer uma carreira secular que dê muito dinheiro. Outras vezes vem no desencorajamento de quem não percebe como a Igreja precisa dos dons específicos que Deus deu aos mais jovens. Ester sofreu essa inibição. Ela teria em torno de 15 anos e se casara recentemente. Seu povo estava ameaçado e Deus queria usá-la, mas muitas coisas a desencorajavam. Então um seu parente lhe disse: “Quem sabe se não foi para um momento como este que você chegou à posição de rainha?" Ester 4:14.



Nenhum comentário:

Postar um comentário