quinta-feira, 22 de junho de 2017

* "Salmos 97.10"


Versículo do Dia: 
“Vós que amais o SENHOR, 
detestai o mal.”
Salmos 97.10
          Você tem uma boa razão para odiar o mal. Considere quanto dano e ruína o mal lhe trouxe. Oh, que mundo de injúria o pecado trouxe ao seu coração! O mal o cegava, de modo que você não podia ver a beleza do Salvador. O mal o tornou surdo, para que não ouvisse os amáveis convites do Redentor. O pecado colocou os seus pés no caminho da perdição e derramou veneno na própria fonte de seu ser. Ele contaminou o seu coração, tornando-o “enganoso… mais do que todas as coisas, e desesperadamente corrupto” (Jeremias 17.9). Oh, que criatura era você quando o pecado fez o pior com você, antes da graça divina intervir! Você era herdeiro da ira, assim como os demais. Você seguia a multidão na prática do mal (ver Êxodo 23.2). Assim éramos todos nós. Todavia, Paulo nos recorda: “Tais fostes alguns de vós; mas vós vos lavastes, mas fostes santificados, mas fostes justificados em o nome do Senhor Jesus Cristo e no Espírito do nosso Deus” (1 Coríntios 6.11).
          Temos boas razões para detestar o mal, se olharmos para trás e traçarmos todas as suas realizações mortais. Nossa alma teria se perdido, se o amor do Onipotente não tivesse interferido e nos redimido. O mal é um inimigo que está em atividade agora mesmo, sempre atento para nos causar danos e nos arrastar para a perdição. Portanto, crente, odeie o mal, a menos que você deseje aflição. Se você quer ter seu caminho coberto por espinhos e seu travesseiro cheio de urtiga no de seu leito de morte, então negligencie o odiar o mal; mas se deseja ter uma vida feliz e uma morte tranquila, então, ande em todos os caminhos da santidade, odiando o mal, até à morte. Se você ama realmente o seu Salvador e deseja honrá-Lo, deteste o mal. Não conhecemos outra cura para um cristão que ama o mal, do que a comunhão abundante com o Senhor Jesus. Se você gasta bastante tempo com Jesus, não pode ficar em paz com o pecado.

de voltemosaoevangelho.com


Nenhum comentário:

Postar um comentário